Refracções: Dezembro 2008

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Vida

A vida é energia...

É a energia que nos percorre nas ponta dos dedos... é a emoção e o sentimento que ecoam no espaço, na alma.

É o amor sem preconceito nem limitação, que nos agarra e nos invade.

Que acalenta o coração e enche a alma de esperança.

Que rebenta momentaneamente sucessivamente... ao ouvido de quem ouve.

É felicidade...

Alegria, certeza...

Sem egoísmo, sem ego.

É a certeza de ser e ser amado.

Amado pelo coração palpitante que ama.

Dissipando tempestades, muralhas erguidas e intenções mesquinhas.

Erigindo uma nova alma a cada começo.

Felicidade...




Viver é recomeçar a cada momento, é um bater de asas que dura um instante, mas se perpétua na eternidade.

É emoção procurando razão, é ordem e caos numa luta inevitável e cíclica.

Por isso recomecemos também nós neste novo ano que se anuncia...

Um óptimo novo ano para todos... Que consigamos mudar só um bocadinho daquilo que nos conturba e exaspera, e nos aproximemos daquilo que queremos ser.

Beijinhos e abraços para todos,

Jeust

Olá... :p

Bem, passado algo tempo de retiro, vou voltar a esboçar aqui alguns pensamentos, palavras e imagens, que circulam em órbitas mais ou menos excêntricas à volta da minha alma.

Todos são, como sempre foram, bem vindos a este pequeno espaço de discussão e partilha.

Beijinhos e abraços a todos...


Jeust


quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Oh oh oh

Bienvenuto a tutti quanti a mi mensage di Natal!

Desejo um Natal quentinho e rodeado de todas as pequenas presenças que nos enchem o coração, que nos alegram o pensamento e nos fazem esboçar aquele sorriso inocente e infantil, que muitas vezes nos censuramos por pôr.

Que esqueçamos as máscaras de guerra, e as nossas armas, mais ou menos afiadas, do nosso quotidiano, e sejamos nós próprios, mesmo que só um dia por ano, e ao abrigo da época comercial do Natal.

Que sejamos infantis, brincalhões, trapalhões e todas aquelas coisas que escondemos ser...

Sejamos nós, sem conservantes nem aditivos!!!

E apesar de todas as nossas infelicidades e insatisfações, recordemos que o Natal, é mais do que a memória daquilo que nos falta, que nos assombra o coração e o pensamento, mas também a celebração daquilo que de facto temos.

Das pequenas coisas que nos comprimentam quando levantamos, que esperam por nós na primeira passada sonolenta pelo corredor, ou que nos saúdam ao sair de casa.

Sejamos felizes com as coisas pequenas que nos rodeiam.

E com a presença daquele familiar ou amigo execrável, que no dia de Natal lá nos cai no prato sopa, e insiste em fazer saltar-nos a tampa.

O Natal mais do que a troca de presentes, devia ser a celebração da vida, por mais ruim que ela seja.

Por isso malta...

Ponham-se a trabalhar!!!!!!

Just kidding...

Divirtam-se muito...

e lembrem-se que um dia não são dias. :p

Beijinhos e abraços a todos,

e Feliz Navidad :)

Jeust